Notícias

Palmeirópolis iniciará terceira obra financiada com recurso de Incentivo Fiscal

Ascom/Palmeirópolis

Ocorreu nesta segunda-feira, 27, visita técnica ao local onde se iniciará a Construção da Casa Lar de Idosos em Palmeirópolis-TO. A obra que possui o valor estimado de R$ 380.000,00 terá início nas próximas semanas.

O projeto partiu da Organização de Sociedade Civil (OSC) São Vicente de Paulo, em parceria com a Associação da igreja Católica Nossa Senhora das Graças de Apoio ao Desenvolvimento Cultural, Humano e Social da Comunidade de Palmeirópolis –A.N.S.G . A obra será financiada com recurso captado através do Fundo Municipal de Direito do Idoso de Palmeirópolis.

Para o presidente da A.N.S.G, Pe. José Francisco Ferreira, é um privilégio a Associaçãointegrar o projeto, que começou a quase cinco anos atrás. “É um leque de oportunidades para o cuidado do idoso, pois com a união do poder público, do sacerdócio e também de empresas como ENGIE BRASIL ENERGIA podemos preparar um futuro melhor para a terceira idade com mais dignidade,” declarou.

De acordo o Prefeito Fábio Vaz, Palmeirópolis é um dos poucos municípios a realizar projetos com esta modalidade. “Já foram captados mais de um milhão de reais pelos Fundos da Criança e do Adolescente e Direito dos Idosos através de Incentivo Fiscal, entre eles a construção de uma piscina aquecida e um salão de eventos com vestiários para os idosos de Palmeirópolis”, disse.

O prefeito destacou ainda projeto voltado às crianças. “Para as crianças, temos o ‘Projeto Rede do Bem’no qual elas têm acesso a atividades esportivas e aulas de instrumentos musicais, mas esse projeto da Casa Lar dos Vicentinos para mim é um dos mais importantes, pois quando cuidamos dos idosos estamos cuidando do nosso próprio futuro,” declarou Vaz, que agradeceu a parceria da empresa ENGIE BRASIL, que está viabilizando a retirada desse projeto do papel.

O gerente da Usina Hidrelétrica de São Salvador José Magno Ferreira, expôs que objetivo da ENGIE é de reverter os impactos causados pelas UHE, e através da Lei de Incentivo Fiscal é possível que, na declaração de imposto de renda da empresa, parte do recurso que seria pago em impostos fique na região, ao financiarprojetos importantes, como a Casa Lar dos Idosos.

“Uma das maiores preocupações da ENGIE é financiar projetos que sejam autossustentáveis, que tenham a capacidade de se manter ao longo dos anos. E um dos grandes diferenciais deste projeto, foi o histórico da Associação, que já vem desenvolvendo o trabalho de acolhida dos idosos, mesmo com as dificuldades enfrentadas. Outro ponto decisivo foi o apoio da Prefeitura de Palmeirópolis, que através da Secretaria de Assistência Social, já desenvolveu diversos projetos por meio de incentivo fiscal”,explicou Magno.

Na oportunidade tambémestiveram presentes a Secretária de Assistência Social Ana Paula Rodrigues Alves Vaz,Analista Ambiental da ENGIE Adriano Baldissera, o Engenheiro Agrônomo Josimar Furlan, os vereadores Jamilton Guedes e Willian Marques, a subsecretária do Controle Interno Dhulia Jaqueline, além da presença do Conselho Municipal de Direito do Idoso e dos representantes da Associação e dos Vicentinos.

Qualquer pessoa ou empresa no Brasil pode estar destinando recursos de seu imposto de renda para os projetos sociais. A dedução de doações realizadas para o Fundo Municipal de Direitos do Idoso e ao Fundo de Direitos da Criança e do Adolescente no Imposto de Renda está prevista em legislação tributária específica, que regulamenta a contribuição de pessoas físicas e jurídicas.

Os recursos são destinados aos programas sociais de promoção e proteção dos direitos de crianças e adolescentes e da pessoa idosa e distribuídos mediante deliberação do respectivo Conselho Gestor.